Pular para o conteúdo principal

Primeira exportação de gado do RN acontece segunda-feira (05)



O Rio Grande do Norte exportará, pela primeira vez, 140 cabeças de gado da raça Guzerá para o Senegal e Burkina, na África Ocidental. A operação faz parte de um programa de exportação de banco genético para melhoria da qualidade da genética africana. O primeiro embarque sairá em avião cargueiro pelo Aeroporto Governador Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, na próxima segunda-feira (5). O governador do Estado Robinson Faria e o secretário de Agricultura, Pecuária e Pesca, Haroldo Abuana, acompanharão o embarque e receberão a imprensa, às 14h30, junto com os criadores do Estado, para explicar a importância do programa para pecuária potiguar.

Esta será a primeira exportação potiguar de gado após o Rio Grande do Norte ser reconhecido internacionalmente como área livre de febre aftosa com vacinação, há sete meses. Na operação, o governo dos países africanos compra o gado, através de agente selecionado, e distribui entre criadores e municípios para viabilizar o melhoramento genético. Dos 140 animais, 128 são fêmeas matrizes e 12 machos reprodutores, além de 41 bezerros pelo pé. O secretário Haroldo Abuana considera o programa oportunidade para aquecer o mercado potiguar, enfatizando suas qualidades genéticas. “É determinação do governador Robinson Faria o incentivo à cadeia produtiva. Este embarque é muito simbólico. Teremos outras operações comerciais reconhecendo a qualidade do nosso rebanho”, destacou Haroldo.

Na avaliação do secretário de Agricultura do RN, este intercâmbio tende a evoluir e gerar oportunidades para a cadeia do agronegócio, ampliando inclusive as raças a serem exportadas. “As peculiaridades climáticas do nosso Estado são semelhantes às da África Ocidental. A nossa genética também é de ponta. Tudo contribuiu para a escolha do RN. O intercâmbio genético, se depender da determinação do Governo, será mantido e ampliado. Neste momento, o interesse deles é na raça Guzerá. Mas temos potencial para ampliar”, destacou Haroldo Abuana.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Entenda o que é o título Persona non grata

Diante dos votos contrários dos vereadores oposicionistas de Pau dos Ferros de não aprovar o título de "persona non grata" ao professor que criticou a cidade de Pau dos Ferros (veja aqui), venho esclarecer aos cidadãos e web-leitores o que significa esse título.
Persona non grata (Latim, no plural: personae non gratae), cujo significado literal é "pessoa não bem-vinda", é um termo utilizado em diplomacia com um significado especializado e judicialmente definido.
Sob a Convenção de Viena sobre as Relações Diplomáticas, artigo 9, um Estado pode declarar "em qualquer altura e sem necessidade de justificação" qualquer membro dos emissários diplomatas como persona non grata — i.e., não aceite (enquanto que persona grata significaria aceitável) — mesmo previamente à sua chegada ao Estado em questão. Geralmente, a pessoa é recambiada para a sua nação de origem. Caso isso não aconteça, o Estado "poderá recusar-se a reconhecer a pessoa como membro da missão&…

TSE começa a julgar nesta terça ação que pede cassação da chapa Dilma-Temer

Os sete ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) começam a julgar na manhã desta terça-feira (4), a partir das 9h, a ação que pede a cassação da chapa montada, em 2014, por Dilma Rousseff e Michel Temer para disputar a reeleição ao Palácio do Planalto. A análise do caso no plenário da Corte eleitoral ocorre dois anos e cinco meses depois da vitória de Dilma e Temer nas urnas.
Se ao final do julgamento a chapa for condenada, Temer pode ser afastado da Presidência e Dilma poderá ficar inelegível por oito anos. Apesar de a petista ter sido destituída do comando do país no ano passado por um processo de impeachment, os senadores mantiveram os direitos políticos dela.
Se Dilma for considerada culpada pelos supostos abusos na campanha de 2014, ela poderá, desta vez, ficar impedida de ocupar cargos públicos e disputar eleições.
A possibilidade de uma nova reviravolta na chefia do Palácio do Planalto vai atrair, nos próximos dias, as atenções do país para a sede do Tribunal Superior Eleito…

Índice de analfabetismo para de cair e fica em 8,7%, diz Pnad

A taxa de analfabetismo no Brasil parou de cair. Segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) divulgada nesta sexta-feira (27), em 2012, a taxa de analfabetismo das pessoas de 15 anos ou mais de idade foi estimada em 8,7%, o que correspondeu ao contingente de 13,2 milhões de analfabetos. Em 2011, essa taxa foi de 8,6% e o contingente foi de 12,9 milhões de pessoas.
Esta é a primeira vez que a taxa de analfabetismo aumenta em 15 anos. A última vez que o índice subiu em relação ao ano anterior foi em 1997. A partir de então, o índice vinha apresentando queda constante. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a variação de 0,1 ponto percentual de 2011 para 2012 está dentro do "intervalo de confiança", e não significa necessariamente que o analfabetismo aumentou, e sim que se manteve estatisticamente estável.
Em relação aos dados regionais, em 2012, as regiões Sul e Sudeste apresentaram taxas de analfabetismo de 4,4%…